sábado, fevereiro 25, 2006

CONCURSO -06-07 de Profs. - INCOGRUENTE!

A Sr.ª. Ministra da Educação afirma que este ano cria 6.000 vagas a contar com as 3.000 que diz criar para apoios educativos devido à criação do grupo da educaçãoespecial! Mas a concurso estão, apenas 2.137 vagas para alunos com NEE!Para a educação especial eram destacados quase 7.000 profs., assim anula 4.863 vagas! Porque as vagas que os profs. Destacados na educação especial deixavam já eram ocupadas por outros professores. Muitos destes profs. se optarem pela educação especial a sua vaga fecha porque está negativa e se quiserem voltar ao seu grupo de castigo concorrem na 4.ª prioridade.
Em Viseu, abrem apenas 27 vagas em quadro de escola sede de agrupamento, menos de 1/3 das que são necessários para alunos com NEE!Duas destas vagas são para alunos com deficiência visual do agrupamento de Repeses, onde não vão permanecer, pois transitarão para uma escola secundária e estas não foram contempladas com professores de apoio! Só as Esc. Sec. Avelar Brotero e Cristina Torres têm vagas para a edu. Especial! Porquê Sá estas?
Esclareceu a DGRHE que “As vagas a concurso são as resultantes da recolha feita pelas entidades competentes (ECAE, DREs), em função do panorama escolar, à data em que a elaboração dos mesmos foi solicitada, tal como sucede com o ensino regular.Os requisitos para a Educação Especial estão letalmente contemplados no actual regime jurídico, mormente, através dos artºs. 6º., 13º., 38º., 39º…”
Os destacamentos para a educação especial eram de acordo com a formação inicial. Agora o concurso é transversal, isto é, tanto um prof. do secundário pode apoiar crianças na intervenção precoce como uma educadora de infância pode apoiar alunos do secundário. Trabalhos de gabinete, bizarro no mínimo!

Se este ano 2006/07 o ME vai fechar mais de mil escolas e até 2009 fecham mais de 5.000 como pode criar lugares?
Analisado o mapa de vagas para QZP o resultado é o seguinte:Total de vagas: positivas 1.769; negativas 2.224. O saldo negativo é de 455 vagas ou escolas a fechar! O ME contabiliza só as vagas positivas?
Para a ET, cod 530 (Educação Tecnológica), depois de fundidos os grupos o saldo é francamente negativo, abrem meia dúzia de vagas e fecham umas dezenas.

O ME não reconhece as habilitações de bacharelato e licenciatura em ET ministrados pela Universidade Aberta. Não valoriza o esforço e o conhecimento dos profs. Não reconhece o que promove e financia!
Os professores que adquiriram a especialização que lhe confere habilitação, obrigatória para a educação especial, não podem concorrer com a classificação académica deste curso!
Não valoriza / reconhece, a formação do Prof. Em ciências da educação, para concurso, ex.: Cursos do art. 56 do ECD, mas aceita-os para reposição na carreira e como condição para concorrer, caso da educação especial!
Os profs. Do 1.º CEB que optarem pelo grupo da educação especial perdem o regime monodocente. Até o mês de bonificação por cada ano sem faltas este ME retirou!!!
Há muita incongruência nas decisões. Não basta o olhar sisudo para ser sério.
São poucos os políticos sérios e a FNE tem obrigação de saber com quem lida quando protocolou com o ME algumas destas matérias.
Se o ME não está a cumprir deve denunciar e não ficar envolvida na mentira dos infiltrados da direita e alguns oportunistas num governo que julgamos de maioria Socialista?
Salvo melhor opinião o concurso parece-me uma farsa ou mais um show off para encher o ego dos ressabiados contra os profs. Neste caso contra alunos com NEE.
  • Jacinto Figueiredo, 22-02-2006.

1 comentário:

ProfContratado disse...

Bom dia... Provavelmente ainda não viste o meu blog (contratado.blogspot.com) mas gostava de te convidar a participar no mesmo. Para tal (e uma vez que não encontro o teu email em lado nenhum) agradecia que me mandasses um email (odracirmt@yahoo.com.br) para eu saber se queres participar e adicionar-te a uma lista de contribuidores... Obrigado pela atençaõ.